Postagens

Postagem em destaque

O silêncio das estrelas

Imagem
Abro os olhos e não percebo nada, está tudo negro e isto, me faz criar piadas;
Esta é a forma de aceitar que não sou nada, talvez um ser, cheio de pirraça;
Não gosto de olhar -me, sinto -me vazio que amedronta buscar um caminho;
Gosto de sentir -me assim, um mero espadim cheio de curvas sem fim;

O silêncio sempre se fez presente nas constituições inerentes de um eu potente;
Mistério, aumenta a libído de saber que o destino proporciona esferas com sentidos que me ferem ao saber disto;
A vida e sua inconstância faz-me ser este louco de várias fases, que nunca saberá em qual parte estará as mais belas verdades;
A mentira introjeta um líquido errôneo sobre eu, e este mesmo, demonstra o que não seria eu, trazendo- me uma calma espontânea que abala todos os meus eus;

Existo? ou sou apenas uma pintura social expostas pelos marés, onde possui uma profundidade tão acessível, onde acaba se tornando intocáveis;
Viver me angustia e traz -me prazer, sentimentos tão diferentes que proporciona o maior dos ma…

No caminho do tempo

Imagem
O amor e a dor se envolve em um caminho sem pudor,
Os lábios que atravessam a pele é o mesmo que rasga e fere um sentimento de apego inerente,
Nos mares encontro, o suor do teu corpo a se integrar aos poucos,
No vento descubro, o suspiro que oscila entre meu desejo ardente de ter -lo aqui novamente;
Na terra percebo, os segredos guardados nos olhos de um alguém,
Onde levaram a sentir o gosto da tortura de ver -te indo embora sem deixar marcas na memória;
O fogo descreve o início e o fim daquilo que talvez nunca deixe de existir.


By: Samanda Silva ''As histórias que são, escritas com fogo não se apaga jamais ''

Aniversário

Imagem
Entre os meus devaneios analiso, como foi o meu primeiro suspiro ?
Entre as minhas lágrimas sei quais foram as mais pesadas;
Não recordando tuas palavras quando sentistes meus dedos pequenos entrelaçando  seu coração tão grandioso em radiação ;
Entre minhas dúvidas, está aberto uma fissura  onde rasga por dentro, direcionando-me  a uma breve  loucura  de querer ver de novo  o que me foi roubado á velhos outono;
Entre meus olhos nasce um dia nublado, cheio  de lembranças e grandes relatos, de um corpo partido em vários pedaços ;
Hoje é seu aniversário menina ;
Grita !!!
E coloca para fora  a angústia de perder a flor que um dia te completou .


MÃE O SEU SORRISO HABITA EM MIM ; OBRIGADA POR TER ME DADO A VIDA .
TE AMO ; ETERNAS SAUDADES CIDA !

CORVO

Imagem
Dedicado a ...


Olhos neutros de profundidade confusa,
Guarda segredos de ideologias quase suicidas,
Vive entre os extremos da perfeição e contradição;
Seu aspecto negro evita a curiosidade das pessoas em seu meio,
Seu aspecto negro evita o fascínio de conhece -lo por inteiro;

O que guarda diante das imitações humanas que costuma fazer? Analisar ou sufocar?
Qual será a sua curiosidade diante ao tormento do viver?
Usa as brincadeiras como defesa por viver em um circuito sem cabeça, incapaz de saber o sentido da luz que invade o seu quarto escuro de estrelas coadjuvante,
Se lava todos os dias em meio as formigas vividas,
Sobre a esperança de saber o seu eu que sumiu em um dia aceptivo que abalou os seus sistemas coesivos;

Desenha asas, corpos e infinitos,
Em um contexto indefinido, de adaptação ou esconderijo;
Procura a solidão como o grito busca um sentido,
Procura o equilíbrio de formas análogas e compulsivo,
Esquecendo -se que o quarto não tem formas nem regras que o levem ao veredito!

Seu aspecto ne…

Pássaro

Imagem
Tenho medo de sorrir e não puder olhar -te,
Tenho medo de abraçar e não sentir,
Tenho medo de lembrar e não poder voltar,
Tenho medo de deitar e não ouvir -te, 
Tenho medo de falar e não poder discutir;
Tenho medo de viver e constatar que o perdi,
Nesta cadeira revivo a ideia de respirar esperando você voltar;
Nesta cadeira vivo a angústia de te sentir e não poder te olhar,
Nesta cadeira fico em silêncio até a minha alma retornar;
Neste retrato demonstra o fato pelo o qual o meu coração se encontra em pedaços.
 Samanda Silva


Instinto

Imagem
A espera de um estopim, corro por está via que me reserva um fim,
Cheia de sorrisos e meros sentidos que coloca esta vida pelo averso, como a correnteza em desespero;
Gosto de olhar- me no espelho,simplesmente para fazer caretas de aconchego,
Mais ele não me diz ao certo quem é este alguém que busca desvendar este mistério,

Sei o que sou mais não tenho certeza deste ''sou''
Eu, essa ideação refletida no vidro que não usa nenhum tipo de percepção,
Mais que me direciona a uma angústia inerente, onde me faz lacrimejar por instinto de não fraquejar;
Não sei se sou um animal ou um humano na esfera terminal; e logo percebo ...

Se relacionar com o outro; é um suicídio prazeroso;
O se identificar e o se decepcionar nos remete a verdadeira faceta,
Do que é o ser primitivo e racional, onde ás vezes este atrito;
Os matam literalmente ou por um período;

Logo, consigo entender este sofrimento complexo que instalou no meu ser
Em um dia nublado de cores floridas e delgado,
O espelho nunca irá dize…

SUICIDIUM - ASIMESMOMATAR

Imagem
Os sorrisos que percorrem entre os dias são errôneos quanto os abraços que oferecem por aí (...) nas estradas sem fim;
As lágrimas ardentes que transmite a dor mais inerente me tomam curiosamente;
Não consigo sair da própria escuridão da qual me abri;
Não lembro- me do começo; mais penso diariamente em um fim;
Sou covarde ? ou apenas um ser dilacerado entre pensamentos de exaustão sem nenhum tipo de coesão ?
Sinto- me a perder todas as facetas que constituem o meu eu, " já existiu um eu " ? Deve ser ilusões deste humano que pede socorro, em silêncio ou na automutilação;
Mutilo as angústias em silêncio neste corpo pequeno para sentir-me algo por um momento; por outro lado, o silêncio grita o que não sou para tentar resgatar a liberdade de uma alma que não sabe mais falar ou sentir o libído que um dia o habitou.
 By: Samanda Santos
( TODA E QUALQUER IDEALIZAÇÃO SUICÍDA DEVE SER CONSIDERADA VERÍDICA ).